04 junho, 2017

A gratidão não é um cheque em branco


A resiliência dos atletas é igual à do presidente, ou
talvez um pouco melhor...
Perdi     o     respeito   pelo senhor  Pinto   da  Costa. E perdi-o porque ele também o perdeu por mim. 

Nestas coisas, não gosto de ficar  atrás.  Que  hei-de  eu fazer,   sou   mesmo  assim. Gosto de retribuir. E pouco me   importa   que    outros portistas gostem  mais dele do que do FCPorto, porque não   só  não  confundo   as coisas,  como  não me sinto confortável   na    pele    de adepto  condicionado   pelo estigma da gratidão... Como não gosto de ser tomado por parvo, devolvo-lha a palha,  sem precisar  de anunciar  redundâncias, como  aquelas que fez quando afirmou que o FCPorto tínha batido no fundo.

Quando leio  comentários de certos portistas, receosos do que possa acontecer se Pinto da Costa deixar o clube, lembro-me logo daquela anedota do miúdo que está horas parado numa rua sem a atravessar, e quando um curioso lhe pergunta por que está ali há tanto tempo o rapaz responde que a mãe lhe tinha dito para só a atravessar quando tivessem passado todos os carros, e que só não o fez porque ainda não tinha passado carro nenhum...   

Vá lá! Será assim tão difícil perceber que, em termos práticos, Pinto da Costa já saiu do clube? Já não está lá na pele de líder, pelo menos há quatro épocas! Temem o caos? Mas ele já está quase instalado! Ou, o que é que imaginam ser o seu papel no FCPorto? Limitar-se a ganhar a vida (e bem) sem fazer o que é preciso para justificar o vencimento milionário que recebe? Não ter uma palavra de consideração e respeito, sobretudo pelos sócios e toda aquela mole humana que se endivida para apoiar as equipas, dentro e fora de casa? Ainda bem que agora não sou sócio , porque se calhar retirava a minha inscrição.

Não vou repetir o que já escrevi várias vezes, mas só deixo isto à reflexão dos leitores: acham que sou bruxo, que descobri algo que ninguém informado não saiba, quando temia que a postura encolhida e permissiva de Pinto da Costa, copiada pelo próprio treinador NES, tivesse efeitos secundários nas diversas modalidades? Bolas, mas não é isso que está a acontecer?

Até no basquete, fomos humilhados no Dragãozinho e  praticamente afastados do título? Querem alma, garra, valentia, quando o comandante se esconde, se demite das suas responsabilidades? Quando limita a "sua" intervenção através de terceiros com a publicação de imagens televisivas dos abusos das arbitragens, sem se dignar levá-los a prestar contas com a justiça que era o mais importante? Mas, o que esperam os portistas deste FCPorto? Disse FCPorto, não disse de Pinto da Costa. São coisas distintas. Importa não esquecer que foi ele quem tratou de separar as águas (dividir), não eu, nem qualquer adepto sem vínculos extra associativos.

Não mudarei o discurso, mesmo que Sérgio Conceição venha a fazer milagres. Se tiver sucesso, será ele o felicitado, não o actual presidente. Estou esgotado de ver este clube a definhar, a cada ano que passa, ser cada vez mais humilhado, e com Pinto da Costa a sorrir.

Para mim, acabou. 


3 comentários:

Anónimo disse...

Enquanto o FCP for presidido por este senhor Quero posso e Mando o dono da quinta, não vamos a lado nenhum. Está na hora deste senhor calçar as pantufas e deixar o FCP em paz. Nós sabemos que ele tem muitos puxa sacos, muitos politicamente correctos que são a aureola que gravitam a volta dele. Fez muito pelo FCP, fez, mas, também com a sua vida pessoal o FCP foi humilhado e mal tratado, porque nunca se soube resguardar e confundiu tudo.
Hoje é o presidente porque vive do passado e covardamente muitos não vão votos com ele, está errado, Já à muito que devia ter preparado o futuro do FCP e sair, coisa essa que nunca lhe passou pela cabeça porque provavelmente há outros interesses.

Abílio Costa.

Anónimo disse...


e está tudo caladinho...

JS

Anónimo disse...

Infelizmente há muitos mamoes que se preocupam é com os seus bolsos e não com o clube. Esses é que aplaudem este que outrora foi o nosso orgulho e agora é a nossa dor de cabeça. Mas como podem eles matar a galinha dos ovos de ouro? Falamos todos das dívidas do orelhas e queremos todos que ele pague na justiça. Se houver justiça neste país é o que mais tarde ou mais cedo lhe vai acontecer. E dentro de portas porque não pedimos o mesmo? Porque não cumprimos o fair play financeiro? Porque é que financeiramente estamos como estamos? Quem são os responsáveis por terem gasto milhões efectuados em vendas que destruíram equipas vencedoras? Que foi feito a esses milhões? No reforço da equipa não foi. Porque é que temos um dos maiores orçamentos da liga e a nossa equipa é composta na sua maioria por jogadores medíocres? Ninguém é responsável? Porque é que os administradores têm ordenados pornográficos e o seu trabalho é miserável? A culpa de tudo isto morre solteira? Morre! Nós falamos muito mas fazemos pouco é tal qual a cidade do Porto que fala contra o centralismo mas por laxismo nada faz para o combater. Assim enquanto a mentalidade for esta...aguentemos.